ANO NOVO - Rodney Mutter B.Sc., D.C. | Doutor em Quiropraxia

ANO NOVO

Com a chegada do ano novo é comum recebermos mensagens de inspiração, escutarmos amigos dividindo conosco suas novas metas, etc. e como isso virou um hábito no mês de Janeiro acabamos nem dando muita importância para estes momentos “inspirados” das pessoas.

Como cada dia, o ano novo é realmente um novo começo.  Muitos de nós ficamos presos ou travados em padrões antigos, emoções vencidas e esquecemos que tudo pode mudar.  E a virada de ano é uma boa lembrança de que tudo tem chance de recomeçar.

Acredito que tanto a saúde física como a mental sempre tem uma solução ou uma saída.  Acredito que Deus não castigaria ninguém sua vida inteira devido a alguma escolha errada feita há alguns anos atrás.  Cada escolha, cada momento é uma lição e, como cada lição, temos que tirar algum proveito de cada experiência, senão acabamos repetindo aquela lição a vida inteira.

O que acontece com mais freqüência é nos esquecermos de abrir espaço para a mudança. Se meu coração está cheio de raiva, não permitirei que a paz entre.  O mesmo acontece com o medo no lugar da coragem, o ódio no lugar do amor, etc.

É normal sentirmos todos os sentimentos, tanto os bons como os ruins.  Eles dependem uns dos outros.  A saúde melhora quando conseguimos equilibrá-los e entender a importância, e até, a necessidade de cada um.  Talvez nós não nasçamos expressando todas as emoções como gostaríamos, mas diariamente temos a oportunidade de desenvolvê-las.

Eu lembro um filme que diz que Deus não nos dá coragem, mas a chance de ser corajoso.  Ele não preenche nosso coração de amor, mas Ele dá oportunidades diárias de sentir, expressar e encher nossa vida com o mesmo.

Hoje na mídia está ficando muito comum falarmos sobre doenças relacionadas ao nosso DNA, ou seja, a maioria dos sintomas das pessoas está sendo causada pelos genes dos nossos ancestrais. A consciência das pessoas é que elas não têm nenhuma responsabilidade sobre sua saúde, pois a mesma é um problema genético e nada podem fazer para melhorá-la.  Essa consciência agrada muito às empresas farmacêuticas, pois justifica a venda de medicamentos paliativos que “administram os sintomas” sem dar soluções.

Entendo que existe um lado genético que pode “direcionar” nosso futuro.  Bem como a criação de uma criança vai direcionar o futuro dela.  Mas, assim como na criação, podemos escolher um futuro melhor e Deus não nos castigará devido às escolhas erradas dos nossos pais.  Acredito que a maioria das doenças “genéticas” está muito mais ligada a hábitos e escolhas do dia-a-dia.  Bem como criamos o quadro da doença também podemos mudá-lo e nos livrar dele. Acha que não é fácil?  Pergunte a si mesmo se realmente é fácil viver consigo mesmo reconhecendo sua falta de integridade.  Acredito que as mudanças de hábitos saudáveis capacitam futuras mudanças saudáveis de vida e no final não seja algo tão trabalhoso.

Talvez sua avó e/ou sua mãe tiveram a mesma condição que você, mas é provável que está muito mais ligado ao estilo de vida que elas lhe passaram e, devido a isso, você pode fazer muito mais do que “administrar” os sintomas.   É uma questão de buscar conhecimento e viver em integridade com seu ambiente.

Acredito de coração que todos nós nascemos para ser felizes e todos temos o mesmo direito à saúde, à paz e à felicidade.  Às vezes temos a impressão que algumas pessoas enfrentam desafios maiores do que outras, mas isso não quer dizer que essas pessoas não estão com seus desafios maiores em outras áreas.  Lembre-se que cada um de nós nasceu para cumprir sua missão, pois se todas fossem iguais, a vida entre nós não teria muita graça.

Confie mais em você e em sua voz interna.  Questione a opinião das pessoas, e no final, faça suas escolhas sendo sincero e corajoso consigo mesmo, lembrando sempre que quem controla seu futuro é você e não deixe esse direito nas mãos de outra pessoa.

Nossas vidas, como tudo na natureza, têm seu ciclo e seu propósito.  Algumas parecem ter mais sentido, outras duram menos tempo, mas como cada flor, cada árvore, cada estação, tudo tem seu destino e é importante que cada um de nós aproveite nosso tempo e nossa jornada. Uma flor não se sentiria bem criando sombra aos outros – ela foi criada para se expressar no sol.

Seja honesto consigo mesmo porque no final do dia é só você que se olha no espelho.  Seja tudo o que você pode ser e não se sinta limitado só para não deixar os outros constrangidos.  Nascemos para fazer coisas grandes.  Não esqueça o impacto que você tem na vida das pessoas e a responsabilidade de ser tudo que você é. Mediocridade não serve ninguém e ninguém deve se servir de mediocridade.

Desejo a cada um de vocês um feliz 2008 onde você aproveite cada momento e veja a importância de cada passo em sua vida, tantos os bons quanto os ruins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *