CÂNCER - Rodney Mutter B.Sc., D.C. | Doutor em Quiropraxia

CÂNCER

No dia 7 de maio de 2008 nasceu minha filhinha.  Poucos momentos se comparam a este sentimento de vida que um filho trás.  Esperança, amor, insegurança e até medo, tudo misturado e ao mesmo tempo.  É um dos poucos momentos em que o barulho do mundo cessa e começamos a reconhecer o lado bonito do silêncio.

Quando comecei a escrever este artigo, parecia uma má combinação, esse tema tão pesado na mesma página de algo tão bonito que foi o nascimento da Amanda.  Quando cheguei ao final, tudo teve mais sentido.

Quando nasce um bebê temos, acima de tudo, uma esperança enorme a respeito de toda alegria e felicidade que seu futuro vai trazer.  É difícil alguém não perceber o milagre deste momento.  Em algum momento da vida, esquecemos esse milagre que é o nascimento e começamos a nos preocupar com coisas que desvalorizam esse momento, cortando muito do nosso sentido no mundo.

Desviamo-nos de um começo tão lindo e tão perfeito e, muitas vezes, ao invés de encontrarmos aquela vida maravilhosa que merecemos, encontramos desafios maiores do que nós mesmos.

Eu espero que durante seu tempo neste mundo, minha filha veja o ser humano mais responsável por si próprio e que ela trate a si e aos outros com o amor e a atenção que todos nós merecemos, pois talvez assim nós possamos passar mais tempo discutindo assuntos mais leves e positivos.  Talvez ela veja um mundo mais equilibrado e um povo mais feliz e mais saudável.

———————————————

A história mundial relata a cada década um desafio diferente para o ser humano enfrentar. Algumas vezes foram guerras, outras foram doenças ou epidemias como tuberculose, febre amarela, etc. Nos anos 80 foi a AIDS que apavorou o mundo.

Recentemente parece que o câncer é a palavra que mais afeta nossa população. De fato não existem palavras para confortar quem está ou vive próximo a quem esteja com tal enfermidade.

No histórico da medicina sempre foi dito que a prevenção é a melhor cura. Este lema tem muito sentido e é uma boa regra, porém as pessoas confundem a palavra prevenção com detecção precoce.

Detecção precoce é aquele check up anual ou algum exame para verificar se há alguma alteração no corpo que podemos tratar imediatamente para evitar danos maiores, mas isso não é uma maneira de evitar ou prevenir doenças.

Prevenção é uma questão de hábitos e pensamentos saudáveis, é um estilo de vida equilibrado.  Poucas pessoas hoje em dia vivem com integridade e usamos nossos hábitos como desculpa para viver uma vida que achamos mais prazerosa.

Eu, como todas as pessoas, falto com integridade na maneira como cuido da minha saúde, mas tento diariamente me corrigir para não ficar longe do meu equilíbrio.  Acredito que o ser humano não nasceu para ser perfeito.  De fato os erros servem como lições para cada um e creio que até são saudáveis quando aprendemos com eles.

Certa vez, alguém me lembrou que no circo o equilibrista não inicia seu trajeto na corda com a intenção de manter uma postura ereta enquanto atravessa a corda, mas simplesmente aprendeu como voltar para o meio cada vez que ele desequilibra.  Um bom equilibrista pode até dançar em cima da corda porque ele sabe seus limites e sabe que consegue voltar, desde que não ultrapasse um certo ponto.

O câncer em minha opinião acontece quando ultrapassamos os limites e perdemos em algum momento nosso equilíbrio total.  Isto pode ser em vários sentidos.  Para algumas pessoas é uma coisa óbvia como cigarro ou álcool, para outras uma dieta inadequada e, ainda para outras, pode ser um desequilíbrio emocional.

Acredito que todas as doenças estão relacionadas com nosso emocional.  E o câncer está muito associado a ressentimento, raiva e mágoa.  A gente acaba não expressando ou expressando mal nossos sentimentos, e a própria emoção se torna uma doença que se manifesta no corpo.  O simples fato de guardar raiva e ressentimento contra as outras pessoas acaba sendo nocivo para o seu organismo e o mal que você sente acaba afetando somente você.  É como se uma pessoa fosse tomar um coquetel de toxinas e esperar que outra pessoa morra.

A ciência e a medicina têm muita dificuldade em aceitar esta visão porque não é palpável e não combina com a maneira que elas visam o corpo e a saúde.  A medicina ainda acredita que o corpo é simplesmente formado por peças que, como máquinas ou carros, fazem sua função e nada mais.  Nosso corpo é uma conexão entre o mundo terrestre e o mundo espiritual.

Considerando o lado espiritual, muitas pessoas acreditam em karma e que algumas pessoas não escapam de uma doença como o câncer justamente para aprender uma lição maior e/ou talvez alguém próximo do paciente tenha algo a aprender nesta vida.

Independente da sua filosofia sobre a origem do câncer, uma boa filosofia para ajudar a evitá-lo, assim como outras doenças, é cuidar do seu ambiente.  Dr. Bruce Lipton em seu livro A CRENÇA DA BIOLOGIA explica muito bem que o ambiente determina como o organismo reage. Ele explica que retirando células cancerosas de um organismo doente e colocando num laboratório com células boas elas reagem, voltando a ser células saudáveis.  Este fato demonstra a vontade da célula e do nosso organismo em melhorar. Ele nos lembra que o câncer não é genético, mas sim o resultado do ambiente em que vivemos.

Podemos usar outro exemplo de uma criança que mora num ambiente agressivo onde não se desenvolve bem. Colocando esta criança num lar amoroso com apoio e estímulo positivo ela crescerá mais saudável.  Assim como essa criança, nosso corpo quer crescer saudável, mas infelizmente é refém do ambiente em que vive.

Todo corpo tem dentro de si a possibilidade de desenvolver uma doença.  Gripe, câncer e até mesmo AIDS estão sempre sujeitos a se desenvolver quando há oportunidade.  E o desenvolvimento ou não entre uma pessoa e outra depende das escolhas que cada um faz. Já perguntei por que nem todas as pessoas na mesma casa ficam gripadas?  É porque algumas pessoas estão com mais tolerância ou imunidade naquele momento.

Ao invés de atacar o corpo, quando ele está doente, com medicamentos, quimioterapia e vacinas, é necessário apoiá-lo com uma boa alimentação, sono, etc., para que ele aumente sua imunidade. Crie um ambiente mais saudável e facilite o equilíbrio do seu corpo. Da mesma forma que uma criança educada em um ambiente agressivo não responde positivamente a mais críticas, pois ela precisa de apoio e de uma direção a seguir, permitindo uma evolução mais saudável e um futuro mais equilibrado.

Todo o corpo também tem dentro de si a possibilidade de se manter saudável.  Quando damos o estímulo correto e criamos um ambiente agradável e estimulador o corpo consegue se expressar livremente e escolher a saúde sempre que puder a saúde.

Minha intenção é lembrar e estimular as pessoas a serem mais responsáveis com sua saúde.  A maioria das pessoas se sente vítima porque acredita que ninguém tem controle do seu futuro e que não há nenhuma fórmula eficaz para evitar uma enfermidade.

A medicina e os farmacêuticos adaptaram uma filosofia de que tudo é genético e só podemos tratar doenças com medicamentos, facilitando a venda dos mesmos e, infelizmente deixando as pessoas se sentindo impotentes em relação ao controle da sua saúde.  Ainda acredito que Deus não me castigará pelos erros dos meus pais!  O lado genético da doença tem alguma influência na saúde, mas a maneira e o ambiente em que vivemos têm muito mais poder.  Enquanto reconhecermos os erros e fizermos questão de mudá-los, garanto que teremos um futuro mais saudável.

Tudo o que você come reflete em seu corpo.  Tudo o que você pensa reflete em seu corpo. Tudo o que você vive volta a refletir e se desenvolver em você.  Seu corpo funciona como o painel do seu carro.  Ele tem sinais de alerta para te avisar quando alguma coisa não está bem.  É necessário escutá-lo e dar atenção para mantê-lo em bom estado.  Seu corpo nasceu para se sentir bem e quando existe algum sintoma é necessário levá-lo a sério e descobrir a causa para que você possa retornar ao seu bem-estar.

Na medicina alternativa existe um conhecimento e uma grande convicção de que o aumento das doenças está muito ligado com a química em nossas vidas. Perfumes, detergentes, sabonetes, cremes, cosméticos, comida industrializada, refrigerantes, café, etc. Medicamentos, anticoncepcional, tratamento hormonal, analgésicos, antiinflamatórios, sozinhos ou misturados criam um ambiente bastante agressivo e nocivo para o nosso corpo.

De fato nosso mundo está bastante industrializado e, parece que hoje, a maioria das pessoas são prisioneiras de um mundo sintético onde a comida, produtos, relações, e até empregos são fabricados para imitar algo real, mas na verdade tudo é sem sabor e estéril.

Eu entendo que está ficando cada vez mais difícil sermos corretos com nossas escolhas.  Mesmo com uma visão e hábitos bastante saudáveis, ainda enfrentamos estímulos de alta tensão, microondas, fios eletromagnéticos, poluição da água e da terra.  De fato, diariamente, somos atingidos pelas escolhas dos outros, mas nunca é tarde demais para pensarmos em nosso futuro e precisamos levar mais a sério o impacto de nossas decisões em nossas vidas e nas gerações futuras.

Seja sincero consigo mesmo sobre suas escolhas e seu ambiente diário.  Viva bem porque você quer se sentir bem e não porque seja uma obrigação ou seu dever.  Se cada um de nós vivermos com mais integridade nosso mundo será mais agradável.  Não espere um mal-estar para corrigir algum hábito.  Seja proativo com suas escolhas.

Um ótimo mês para todos!
Saúde e Felicidades,
Rodney

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *