Receptividade - Rodney Mutter B.Sc., D.C. | Doutor em Quiropraxia

Receptividade

Temos uma expressão na profissão que diz o seguinte: Quiropraxia sempre funciona, se o paciente não melhorou é porque o Quiropraxista não funcionou.

Essa expressão ecoou muito por alguns anos após ter me formado.
Sempre tive muito sucesso no consultório e me dedico bastante ao mesmo, mas ocorreram casos em que realmente não obtive o resultado que eu esperava.

No início me cobrava muito. Achei que faltava competência e, de fato, com o tempo obtive mais sucesso, mas sempre havia aquele caso que não apresentava o resultado esperado.

Passei por várias etapas consolando a mim mesmo. Às vezes, me perdoava pensando que fiz o meu melhor naquele caso com meu conhecimento no momento, outras vezes, pensava que aquele realmente não era um caso para mim nem para a Quiropraxia, mas aí ouvia aquela voz interna repetindo o lema da faculdade.

Com o tempo achei certa paz com os poucos casos que não apresentavam os resultados esperados. Realmente era um percentual baixo e cheguei à conclusão que dificilmente iria acertar 100%.

Mesmo assim, ecoava comigo que eu não estava entendendo o porquê destes casos. Podia aceitar que num ou noutro não teria o sucesso que esperava, mas queria entender pelo menos o mecanismo ou o porquê.

O que me chamava atenção era o fato que, muitos desses casos, clinicamente, não eram complicados, ou seja, alguém com queixas comuns e simples de tratar poderia não melhorar, enquanto que, no mesmo dia, recebia um paciente carregado no colo, sem condições de caminhar, e após um tratamento saía caminhando.

Uma vez ao sair de uma consulta com minha psicóloga, recebi a resposta. Estou me tratando com ela há alguns anos e ela me ajudou e continua me ajudando bastante. É uma pessoa objetiva, sincera, direta e extremamente competente. Nesse dia, na saída, dei um abraço nela e a agradeci por sua competência.

Ela respondeu com palavras tão simples e tão esclarecedoras reconhecendo meu elogio e, ao mesmo tempo, ajudando com o perdão e a explicação que me faltavam em minha própria profissão. Ela simplesmente falou; “a minha competência somente tem valor para quem é receptivo; obrigada pela sua receptividade”.

Naquele momento entendi a importância e a necessidade de um paciente, em qualquer tratamento, de ser receptivo, para que o terapeuta possa trabalhar e colocar em ação a sua ajuda.

Até hoje recebo pessoas que não estão prontas para melhorar. Existem vários motivos, entre eles, às vezes, simplesmente porque vieram sob a vontade de outra pessoa, ou seja, um amigo se tratou comigo, adorou o resultado e insistiu. Ele veio para agradar seu amigo e sem condições de se entregar ao tratamento.

Ainda existem pessoas que em nenhum momento estarão prontas para se entregar a uma terapia ou a outra pessoa. Elas vivem tanto tempo enxergando o mundo de certa maneira e têm medo de não poderem se adaptar, caso mudasse algo.

Mudanças fazem parte da nossa evolução. Algumas mudanças são lindas e agradáveis e outras podem doer um pouco no início. Pessoalmente acho muito mais dolorido não encarar as mudanças, pelo fato de que, me causa muito mais conflito não realizar o meu melhor e tirando o máximo proveito em cada momento e em cada proposta que a vida me traz.

Culturalmente achamos que os conselhos dados servem para todos e que deve ter algo errado conosco caso não nos identifiquemos com os prazeres e sucessos dos outros. Amigos e conhecidos fazem “campanhas” diárias que nos trazem certo receio por não estarmos participando de “algo importante” que as outras pessoas participam nos dando a impressão de estarmos “perdendo” alguma coisa pelo fato de ficarmos de fora.

Correr faz bem para quem gosta de correr. Ler e meditar faz bem para quem gosta de ler e meditar. Brócolis faz bem para quem gosta de comer brócolis. Quiropraxia faz bem para quem gosta da proposta e pode se entregar e ser receptivo ao tratamento e ao terapeuta.

Seja sincero consigo mesmo e, quando buscar algo para melhorar sua vida, busque algo que lhe traga confiança e permissão de se entregar. Capacidade, vontade e a fé continuam sendo os melhores ingredientes para a cura.

Saúde e felicidade,

Rodney

13 respostas para “Receptividade”

  1. Celina disse:

    At last, soeomne comes up with the “right” answer!

  2. Luciene Macêdo disse:

    Dr. Rodney,
    Atuo como Consultora/palestrante na área comportamental e por acaso vim ao nosso pai “google’ fazer um consulta sobre a Receptividade como uma Competência a ser avaliada em um processo de Seleção e assim encontrei este texto acima de sua autoria. Que presente!!! Mais feliz me deixou em saber que foi escrito por um profissional da área de saúde…Doutor, quantos precisam da famosa “humanização”…precisamos muito mais de “médicos humanos”, do que “humanos médicos”…Valeu demais!!! E se me permitir citarei nas minhas palestras motivacionais….Pena que moro em Aracaju, mas se puder, me informe seu blog ou facebook…terei um imenso prazer em compartilhar.Luciene Macêdo

    • Rodney disse:

      Oi Luciene,

      Bom dia! fiquei muito feliz de ver seu comentario e me faz bem cada vez que alguem se identifica com as minhas palavras. Escrevo pelo prazer, mas acaba sendo uma térapia quando colocamos as nossas insegurancas para o mundo numa forma produtivo. Pode sim, aproveitar as palavras na forma mas prático pra ti, no mesmo sentido, minhas palavras são um acumulou e uma interpretação de outros que ja se expressaram antes de mim. Em relação do meu blog/site/facebook. o artigo que você viu, esta dentro de meu site. Basta clicar em cima do boneco laranja e sempre voltara para a pagina inicial do site. também podia clicar em cima da aba dos “artigos” aonde encontrará mais de 40 artigos meus. o penultimo “Geraçoes” eu recomendo. Foi um artigo recente que foi muito bem recebido e tenho orgulho de ser o autor. Ele conta um historia do meu relação com meu filho, e os ensinamentos que ele me traz. Obrigado novamente para as suas palavras. Estarei aqui se necessita mais algo ou queres conversar. Grande abraço, Rodney

  3. Olá Rodney! Sensacional o teu texto. Posso arriscar falar do assunto porque quando fui a sua procura, realmente precisava de ajuda da quiropraxia, mas principalmente precisava me ajudar. No primeiro momento que lhe procurei, tive resultados ótimos! Já na gravidez não atingimos o mesmo resultado. E em nenhum momento duvidei da tua capacidade profissional. Tu está alí dando do teu melhor.Resta saber se o paciente também tem esta consciência. Um grande abraço! Vivi

    • Rodney disse:

      Oi Vivi! Espero que tudo esteja bem contigo. Muito obrigado pela as suas palavras. Achei lindo o que escreveu e é sempre bom ouvir este apoio dos pacientes e a confirmação da confianca no meu trabalho. Estarei aqui para te receber num momento futuro que estas precisando e que estas receptiva =). um grande abraço a todos em casa, Rodney

  4. Paulo Magalhaes. disse:

    Dr:RODNEY,
    O “BEM” é árduo,as nossas conquistas reais demandam,muito esforço,abnegação,humildade,perdão,vontade e fé.Seu texto
    “RECEPTIVIDADE” nos mostram sua busca incessante do “BEM”,
    é o que te alimenta e te dá a capacidade de expressar cada
    vez melhor com a “ALMA”,e com suas “MÃOS” nos presenteando
    com ensinamentos,obrigado,parabéns.
    Grande Abraço.
    paul.

    • Rodney disse:

      Paulo,

      Boa tarde. Peço novamente desculpa para demorar tanto em responder o seu comentário. Sempre acho que “amanha” vai sobrar mais tempo para fazer tudo com calmo, mas este momento realmente deixa poucos minutos para desacelerar. Apesar da correria, seguidamente penso que um dia vou sentir muito falta deste fase da vida e todos os abençoes que traz. Me sinto muito completo neste momento e reconheço tudo de bom que tenho ao meu redor. Principalmente a minha família que sonhei tantos anos em criar. Gostaria de te agradecer para as suas palavras. Sua forma de te expressar, me faz repensar sobre meu próprio texto, e apesar de seu o autor, tem momentos que lei ele como terceiro. Agradeço a sua confiança e a sua participação continuo. Espero que sempre repasso algo que vale a leitura enquanto que continuo essa busca do bem. Um grande abraço, Rodney

  5. Marcelo M. Musskopf disse:

    Muito bom, Rod!
    Parabéns.
    “Capacidade, vontade e a fé continuam sendo os melhores ingredientes para a cura.” Aqui apenas acrescentaria “o perdão”, também.
    Falou e disse!
    Abração.

    • Rodney disse:

      Oi Marcelo, Mais uma vez obrigado pelo apoio dos artigos e quero dizer que concordo 100% contigo. De fato perdão é um acréscimo muito importante dos outros 3 itens. O perdão é uma palavra muito difícil pra mim e mais ainda a arte de perdoa. Estou tempo querendo escrever sobre essa tema, mas creio que faltou um pouco humildade e necessita ainda conquistar o sentimento dele antes de falar o seu respeito. um grande abraço e uma ótima semana!

  6. Sandra Moré Fernández disse:

    Com todo meu respeito e admiração gostaria de te dizer que :os teus artigos são simplesmente incríveis ,que demostam o teu caráter e a tua humildade ,e que a cada dia reforçam a minha paixão quiropraxística ,(rsrsrs) gostaria muito ter a honra de poder ser a tua aluna ,muito obrigada ,um forte abraço.

    • Rodney disse:

      Oi Sandra, obrigado mais uma vez pelas palavras lindas e a sua confianca em mim. Espero que continuo me expressando numa forma produtiva e inspiradora nos artigos futuras! Grande abraço

  7. Flávio Bueno disse:

    Obrigado Dr Rodney pelos seus ensinamentos, estímulo, parceria e receptividade. O Senhor tem um profundo e sincero desejo de ajudar, de ser útil aos demais através do seus dons e dos seus talentos. A sua paciência, a maneira com que nos recebe na sua clínica e nos ajuda na nossa caminhada tem sido fundamental para a nossa formação como bons profissionais. Este seu texto sobre a receptividade certamente também é uma luz, um alento, um farol a nos guiar no sentido de sermos profissionais que entendem cada vez melhor toda a dinâmica que envolve cada caso e cada paciente. Obrigado, Flávio Bueno, Acadêmico de Quiropraxia, Feevale.

    • Rodney disse:

      Oi Flavio, Agradeço de coração a suas palavras e fico admirado com seu habilidade de se expressar. Espero que posso sempre ser um exemplo e mostrar pelo meus atitudes mais do que as minhas palavras um caminho saudável, sincero, e inspiradora. Te desejo sucesso em seus estudos, e no seu futuro Quiropráxico. Quiropraxia pra mim, sempre foi, e continua sendo um grande palco aonde posso encontrar um universo de pessoas que trazem ensinamentos enquanto que consigo me expressar através das minhas mãos. Grande abraço Quiropráxico!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *